Assim como no blog Fortaleza Nobre, vou focar no resgate do passado do nosso Ceará.
Agora, não será só Fortaleza, mas todas as cidades do nosso estado serão visitadas! Embarque você também, vamos viajar rumo ao passado!

O nome Ceará significa, literalmente, canto da Jandaia. Segundo o escritor José de Alencar, Ceará é nome composto de cemo - cantar forte, clamar, e ara - pequena arara ou periquito (em língua indígena). Há também teorias de que o nome do estado derivaria de Siriará, referência aos caranguejos do litoral.

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Aracoiaba


Estação ferroviária de Aracoiaba em foto bastante antiga. Arquivo Nirez

No ano de 1655 os Jesuítas viviam para a região do Maciço de Baturité, num local chamado “Comum”, (hoje Olho D’água dos Padres Jesuítas). Em 1762, os jesuítas convidaram o Ouvidor Geral da Província do Ceará, para subir a Serra de Baturité, local de difícil acesso, que o Ouvidor teve de ir montado num burro, meio de transporte adequado e existente na região naquela época. Os objetivos de tão árdua caminhada era motivar sua Exa. A se interessar pela “Missão” e assim a transformar em “ Freguesia ” pois essa progressão era caminho para posteriormente se tornar “ Vila ”, com as decorrentes vantagens que vinham. A visita foi feita tendo como conclusão do senhor Ouvidor a topografia impossibilitava a região para edificação de uma cidade, porém quem descesse das quebradas das serras os “ jenipapos ” para se unirem com os “Canidé”, os “ Chorós ” e os “ Quesitos ” e assim encontrassem uma planície que o Ouvidor apreciou lá no alto da serra, onde a paisagem era alterada apenas pelos relevos da “ Pedra Aguda ”, acidentes geográficos situados na Região, hoje, Aracoiaba. Tais índios eram de origem “Tupi Guarani”, conhecidos por sua cultura um pouco mais evoluída, devido suas localizações próximas ao litoral cearense. Os Jenipapos, dois anos depois desceram o rio Aracoiaba, que era navegável por ele se concretizavam transações comerciais, que iam até o Choró e Ideal. Para que tivessem melhor acesso a capital cearense, daí o Senhor Marcelino, carroceiro, transportador na época construiu sua barraca as Margens do Rio Aracoiaba. Este caminho tornou-se importante de homens e animais. Daí as famosas frases “ Vamos nos encontrar lá no seu CANOA ”, “ Lá no CANOA ” posteriormente caracterizava a região como local chamado “ CANOA ”. Mais tarde ganharia o nome de ARACOIABA ( ARACOY-ABA ), que era Tupi Guarani que dizem Lugar, Cantos e Pássaros. O Governador de Nossa Senhora da Assunção o cavalheiro Professor na Ordem de Cristo, Capitão Mor da Capitania do Ceará Grande, Sr. Capitão Domingos Simões Jordão, quem despachando petição do também Capitão Pedro da Rocha Maciel, concedeu-lhe “ Três ” Léguas de Terras continuas principiando e conferindo tudo na forma da petição do suplicante, para ele e seus herdeiros, ascendentes e descendentes com todas as suas águas, campos, matos, testados e logradouros que nela houverem. Era a Célebre “ SESMARIA ” de Pedro da Rocha Maciel, que ficava “em riacho que nasce na serra de Baturité e deságua no rio Choró, conhecido pelo nome de Aracoiaba. Daqui se vê que o Município de Aracoiaba nunca pertenceu a Baturité, pois praticamente foi criado 37 anos antes daquele e vivia independente. Graças a luta democrática e ilustres representantes de Aracoiaba, que 41 anos depois de se tornar Município que aconteceu a emancipação política no dia 16 de agosto.

Antigo Matadouro - Bairro São José - Foto do arquivo de João Artur
 
O nome Aracoiaca vem do tome de um rio que atravessa o município e tem duas origens: aracoiaba ou aracoaguaba. O topônimo aracoiaba vem do tupi-guarani ara(ave), cói (falar) e aba (lugar), e significa lugar do canto das aves. Já o topônimio aracoaguaba também vem do tupi-guarani ará (ave), cói (falar) e aba (lugar), e significa lugar onde as aves gorgeiam. Sua denominação original era Comum, depois Aldeia Canoa e, desde 1871, Aracoiaba.



A estação original de Aracoiaba, foto sem data. Foto dos arquivos da Biblioteca Nacional

A história de Aracoiba mistura-se com a catequização realizada pelos jesuítas junto aos índios que habitavam a região, e a introdução da pecuária na época da carne seca e charque.

Aracoiaba é uma antiga comunidade do Ceará, remontando à primeira metade do século XVIII. Antes do inicio de sua colonização, esta região era habitada por índios de origen tapuia: jenipapos, canindés, chorós e quesitos.

274 - Coreto Praca da Matriz - Aracoiaba - Ce.jpeg

Coreto e Praça da Matriz da Cidade de Aracoiaba -Foto do Arquivo de Carlos Blemar Silveira


Em 1655, os jesuítas já estavam presentes na região do Maciço de Baturité, mais precisamente em Comum(hoje Olho D'Água dos Padres Jesuítas) e, a partir deste no século XIX, surge um núcleo urbano.

Com a construção da Estrada de Ferro de Baturité, Aracoiaba (então Arraial de Canoa) entra como um elo na produção e exportação de café para o Porto de Fortaleza. Aos 14 de fevereiro de 1880, na localidade de Moamba, Muamba ou Arraial de Santa Isabel, foi inaugurada a Estação Ferroviária de Aracoiaba.

ACADEMIA VIRTUAL DE HISTÓRIA

O Município de Aracoiaba ficou sendo administrado por lideres comunitários, chamado Intendente. No momento em que Aracoiaba foi visitada pela comitiva de Getulio Vargas, então Presidente do País, estava à frente do Município como Intendente, o Sr. Eduardo de Castro, isto em setembro de 1935.

INTENDENTES E PREFEITOS:

01- Cel. Cirilino Pimenta – Intendente
02- Cel. Pedro Guedes Alcoforado – Intendente
03- Antônio Setúbal Barreto – Intendente
04- Pedro Coelho de Albuquerque – Intendente
05- Eduardo de Castro e Silva – 1º Prefeito Eleito – 1936 / 1937
06- José Lopes da Silva – Prefeito Nomeado – 1937
07- Raimundo Germano Maia – Prefeito Nomeado
08- Francisco Coelho Filho – Prefeito Nomeado
09- Aristides de Castro e Silva – Prefeito Eleito – 1947 / 1951
10- Raimundo Freitas Costa – Prefeito Eleito – 1952 / 1955
11- Sólon Lima Verde – Prefeito Eleito – 1956 / 1958
12- José Nobre Gadelha – Prefeito Eleito – 1959 / 1962
13- Raimundo Aírton de Castro – Prefeito Eleito - 1963 / 1966
14- Antônio Joaquim de Oliveira Filho – Prefeito Eleito – 1967 / 1970
15- Raimundo Aírton Ferreira de Castro – Prefeito Eleito - 1971 / 1972
16- Dr. Gerardo Alves de Melo – Prefeito Eleito – 1973 / 1976
17- Dr. Francisco Ary Ribeiro Teixeira – Prefeito Eleito – 1977 / 1982
18- Dr. Vicente Bastos Sampaio - Prefeito Eleito – 1983 / 1988
19- Dr. Francisco Ary Ribeiro Teixeira - Prefeito Eleito – 1989 / 1992
20- Dr. João Aguiar de Brito – Prefeito Eleito – 1993 / 1996
21- Dra. Marilene Campelo Nogueira – Prefeito Eleito – 1997 / 2000
22- Dr. Francisco Ary Ribeiro Teixeira - Prefeito Eleito – 2001 / 2004
23- Dra. Marilene Campelo Nogueira – Prefeito Eleito – 2005 / 2008
24- Dra. Marilene Campelo Nogueira – Prefeito Eleito – 2009 / 2012 - Atual


[Imagem+396.jpg]
Foto do acervo do Museu de Aracoiaba

Ponte de Aracoiaba - Arquivo Nirez

QUANTO A SUA TRADIÇÃO, MUITAS PESSOAS FIZERAM PARTE HISTÓRIA PELOS SEUS TRABALHOS E COSTUMES DESDE O MAIS SIMPLES AO MAIS ALTO

CARRETEIROS


  • Sr. Marcelino dono do primeiro carro carnavalesco, com alegorias em Aracoiaba.

  • Pedro Velho carregava passageiros de trem que andava com bagagens.

  • João Barata que bebia muito e nunca faltava dinheiro no bolso, para pagar bebida para os amigos.
Antigo prédio da Telemar década de 80/90 - Foto de Artur Ricardo

Desfile cívico na Praça 16 de Agosto déc de 70/80 - Foto de Artur Ricardo



PROFISSIONAIS ANTIGOS

Ferreiro – Sr. Pedro da Silva
Fábrica de calçados – Sr. Chico
Fogueteiro – Chico Canário
Fábrica de bonecas – Dona Raquel
Cerâmica ( Barro ) Sr. Teotônio
Carpintarias – Etelberto de Castro
Medicina Popular – Sr. Antônio Moura e Sr. Sólon
Seresteiro – Francisco Aceles
Restaurante – Dona Marcelina

PONTOS TURÍSTICOS:

a) Ponte Metálica Ferroviária
b) Barragem do João Correia
c) Pedra Aguda
d) Foz dos Rios Aracoiaba e Choró
e) Ponte do Rio Mazagão
f) Observatório Moura Brasil ( Astronomia )
g) Capelinha do Alto Santo
h) Ponte sobre o Rio Aracoiaba – Vazantes
i) Pólo de Lazer ( Horto Florestal )
j) Ponte sobre o Rio Choró – Ideal


Vista área - Centro de Aracoiaba déc. de 1970/80 - Foto de Artur Ricardo

SAÚDE

Aracoiaba passou muitos anos com seu setor de saúde bastante precário, dependendo exclusivamente da “ MEDICINA POPULAR ”, porém os irmãos Dr. Gerardo e Almir Pinto deram o ponta- pé inicial juntamente com os políticos da época, lançando assim, a Pedra Fundamental da “ Maternidade Santa Isabel ”.

Foi então iniciada a construção do prédio, que mal passou dos alicerces, tendo sido a mesma paralisada por muitos anos, reativada sua construção somente na primeira gestão do Governador Virgílio Távora.

Por ocasião da inauguração, ficou acertada que a mesma só se concretizaria, após o nascimento de uma criança naquela Maternidade e no caso de nascer do sexo feminino, chamar-se-ia “ Isabel ”. A criança foi “ Isabel Diana Freitas de Brito ”, nascida em 24/08/1966, a qual hoje é jovem funcionária do Município.

Atualmente o Hospital e Maternidade Santa Isabel, muito já cresceu atendendo todo o Município e Municípios Vizinhos e conta com o apoio de postos de saúde nos distritos e povoados.


Foto de Carlos Blemar

JUSTIÇA

Aracoiaba foi erguida em Município pelo Decreto Nº 44, de 16 de Agosto de 1890, assinado por Antônio Luiz Fenas. Foi criado seu Foro Civil em 02 de Setembro de 1896, pela Lei Nº 324, tendo seu respectivo termo sido instalado em 24 de Outubro do mesmo ano. Presidiu o ato o Dr. João Firmino Dantas, Juiz de Direito de Baturité.

Lei Nº 213, de 09 de Junho de 1948, o termo foi elevado à categoria de Comarca de 1ª Estância.



x_3b71d84b


Fontes: Wikipédia, http://www.aracoiaba.ce.gov.br e PESQUISA REALIZADA EM DEZEMBRO DE 2009 POR ARTUR RICARDO (ESTUDANTE DE ESPECIALIZAÇÃO EM HISTÓRIA DO BRASIL)


Nenhum comentário:

Postar um comentário