Assim como no blog Fortaleza Nobre, vou focar no resgate do passado do nosso Ceará.
Agora, não será só Fortaleza, mas todas as cidades do nosso estado serão visitadas! Embarque você também, vamos viajar rumo ao passado!

O nome Ceará significa, literalmente, canto da Jandaia. Segundo o escritor José de Alencar, Ceará é nome composto de cemo - cantar forte, clamar, e ara - pequena arara ou periquito (em língua indígena). Há também teorias de que o nome do estado derivaria de Siriará, referência aos caranguejos do litoral.

.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Trairi - Rumo aos 60 anos!


Trairi
Mundaú

Segundo a historiadora Maria Pia de Sales, Trairi nasceu como aldeia em l608, com a chegada dos Pitiguaras às margens do rio Trairi. Entre o século XVI e a metade do século XVII, ainda se encontrava nesta mesma situação. No final do Século XVII, começaram a chegar portugueses que se estabeleceram, constituindo famílias.


Rio Trairi
Rio Trairi

A ocupação se intensifica no município em meados do século XVIII, quando os colonos Nicolau Tolentino, Marinheiro Cunha, Manuel Barbosa, Xavier de Sousa, João Verônica e Antônio Barros de Sousa estabeleceram fazendas na região.


Estrada Trairi - Mundaú – Mundaú, Trairi, 2011
Estrada Trairi - Mundaú

O povoado é elevado a categoria de Vila e posteriormente a Município. A sua evolução política é marcada por uma trajetória repleta de instabilidades, sendo alvo de constantes alterações, onde, após ter chegado à condição de município, em novembro de 1863, tem essa condição suprimida e restaurada em várias ocasiões, vindo a ser restaurado definitivamente somente em 22 de novembro de 1951 e instalado em 25 de março de 1955 com o desmembramento do município de Paracuru.


Trairi - Capela de Guajeru
Capela de Guajiru
TRAIRI ALDEIA

Os índios que perambulavam por Trairi em 1600, segundo o historiador Tristão de Alencar Araripe, eram os Anassés e Tabajaras, eram caçadores que não se aclimataram nas praias, indo para os sertões e serras onde formaram suas tabas.



Trairi - Praia das Flecheiras
Praia de Flecheiras

Em 1608, só existia do Trairi, o rio, que nasce nas quebradas das serras e vem em rumo do litoral, até despejar no Atlântico, no local onde hoje chamamos Barra do Trairi. Neste local, ao passar dos anos, se formaram dois lugarejos, Cana Brava e Pedrinhas, habitados por descendestes de portugueses, índios e africanos, na sua maioria, portugueses e índios. Depois se estendeu por todo longo do rio, com a construção de casas, pelo Capitão-Mor, na colonização e pelos primeiros portugueses que aqui chegaram e construíram suas casas e a capela.


Flecheiras-Carnaval 2006
Praia de Flecheiras - 2006

Trairi nasceu como aldeia em l608, com a chegada dos Pitiguaras às margens do rio de mesmo nome. Entre o século XVI e a metade do século XVII, ainda se encontrava nesta mesma situação. No final do Século XVII, começaram a chegar portugueses que se estabeleceram, constituindo famílias, os que não eram ainda casados.


Rede-resort beach near Guajiru (Trairi - CE)
Resort Beach Near  Guajiru

A ocupação do município tem início em meados do século XVIII, quando os colonos Nicolau Tolentino, Marinheiro Cunha, Manuel Barbosa, Xavier de Sousa e Antônio Barros de Sousa que estabeleceram fazendas na região. Entre eles, como fundador do reduto, destaca-se João Verônica um bem sucedido colono, e ótimo construtor que ocupou uma área onde edificou sua casa de moradia, promovendo o aldeamento em torno da qual, a cerca de 9 km do mar, nasceria a povoação de Trairi.


CENTRO DO TRAIRI, CE
Centro de Trairi
TRAIRI VILA

A Vila de Trairi foi fundada em 12 de novembro de 1863. Foi seu primeiro Intendente o Coronel Antônio Barroso de Souza, da zona de Paracurú, no tempo do império.



Estádio Municipal Manoel Barroso Neto - Acervo Instituto Pró Memória
Estádio Municipal Manoel Barroso Neto - O Barrozão

Em vista de ingerência política negativa, o processo de elevação de Trairi a Vila foi prejudicado. Na primeira vez, durou apenas um ano. Foi extinta pela Lei nº 1110, de 1 de novembro de 1864. Em 1869, foi outra vez instituída a condição de Vila. Em 1869, pela Lei 1235 de 27 de novembro, a sede da Vila foi outra vez transferida, ficando sediada em Parasinho, na época adiado a Trairi, que elevada a Vila tomou o nome de Paracuru. Seis anos depois, em 1874, retorna Trairi a condição de Vila pela Lei 1604 de 14 de agosto. Deve-se isso ao acelerado processo de colonização. Passou a chamar-se Vila N. S. do Livramento. Pela Lei nº 1669 de 19 de agosto de 1875, foi confirmado o nome de trairi, por significar na língua indígena “Rio das Trairas”.


CASA DA 1ª MORADORA DA COMUNIDADE DA MARRECA, TRAIRI, CE
Casa da 1ª moradora da Comunidade da Marreca - Trairi

Em 19 de abril de 1913, pela Lei nº 1084 outra vez Trairi perdeu sua condição de Vila, sendo mais uma vez restaurada pela Lei nº 1181 de 23 de julho de 1914. Ainda uma vez suprimida pela Lei nº 1794 de 9 de outubro de 1920, ficando desta vez à Vila de Itapipoca. Nova restauração aconteceu pela Lei nº 2002 de 16 de outubro de 1922. Nove anos depois, pelo Decreto nº 193 a 20 de maio de 1931, foi definitivamente extinta a Vila de Trairi. Ficando pertencendo novamente a Itapipoca, depois a São Gonçalo e mais uma vez, junto com Paracurú, à Itapipoca. Até que, pelo decreto nº 64 de 7 de agosto de 1935 São Gonçalo foi elevado à categoria de cidade com o nome de Anacetuba, compreendendo também o Trairi.


Dunas - Flexeiras
Dunas da Praia de Flecheiras
TRAIRI CIDADE

Antes da emancipação para tudo dependíamos de Anacetuba (São Gonçalo do Amarante), foram tempos difíceis, décadas de escravidão. Até que uma nova geração de trairenses conseguiu elevar Trairi à categoria de cidade.



Pôr-do-sol dourado em Flexeiras. Praia de Flexeiras, Cidade de Trairí, Ceará, Brasil.
Maravilhoso Pôr do sol dourado em Flecheiras

A sua evolução política é marcada por uma trajetória repleta de instabilidades, tendo sua emancipação política em 22 de novembro de 1951 e instalado em 25 de março de 1955. Aí então Trairi começou a desenvolver-se. Hoje tem quase tudo que o povo precisa nas áreas de educação, saúde e justiça. O setor turístico também avançou e muitos visitantes vêm admirar as belas praias, a hospitalidade, a comida típica e o artesanato.


Praia da Emboaca, Trairi - Acervo Instituto Pró Memória
Praia de Emboaca - Trairi

GUAJIRU BEACH - west coast ceará-brasil
Praia de Guajiru

A vida política administrativa passou pelas mãos de diversos homens, que ao longo dos anos contribuíram para o crescimento do município, constituindo o quadro de prefeitos, são eles:

Primeiro, Coronel Francisco Ribeiro da Cunha
Segundo, Raimundo Nonato Ribeiro
Terceiro, José Simões Granja
Quarto, Raimundo Nonato Ribeiro (segundo mandato)
Quinto, João Ferreira Pinto (interventor)
Sexto, Dr. José Silveira
Sétimo, Coronel José Araújo Filho
Oitavo, José Granja Ribeiro
Nono, Antonio Alves da Silva
Décimo, José Granja Ribeiro (segundo mandato)
Décimo Primeiro, Antonio Alves da Silva (segundo mandato)
Décimo Segundo, Manoel Barroso Neto
Décimo Terceiro, José Granja Ribeiro
Décimo Quarto, Manoel Barroso Neto (segundo mandato)
Décimo Quinto, Mário Freire Ribeiro
Décimo Sexto, Olga Nunes Freire Ribeiro
Décimo Sétimo, Jonas Henrique de Azevêdo
Décimo Oitavo, Henrique Mauro de Azevêdo
Décimo Nono, Jonas Henrique de Azevedo (segundo mandato)
Vigésimo, Jaime Marques Nogueira
Vigésimo Primeiro, Marilac Martins
Vigésimo Segunda, Henrique Mauro de azevêdo (segundo mandato)
Vigésimo Terceiro, Josimar Moura Aguiar


EMBOACA BEACH - west coast ceará-brasil
Praia de Emboaca

Trairi, em língua indígena significa: Peixes descendo as águas.

Trairi situa-se no centro-norte do Estado do Ceará.
Limita-se ao norte, com o município de Itapipoca e o oceano Atlântico, ao sul com o Município de São Luis do Curu, a sudeste, com o município de São Gonçalo do Amarante, a sudoeste, com o município de Tururu, a oeste, com o município de Itapipoca e a leste com município de Paraipaba.
Está inserido na Microrregião de Itapipoca, segundo o IBGE, que dividiu o estado em 33 Microrregiões Geográficas. De acordo com Divisão Político-Administrativa do Estado do Ceará, que estabeleceu 20 Áreas Administrativas, situa-se na Região 2 que tem como sede o município de Itapipoca.


http://invimob.blogspot.com/ - http://invimob-maps.blogspot.com/ - property agent jorge alves creci 6446 f - aline alves creci 6904 f - LAGOA DO JEGUE - west coast ceará-brasil
Lagoa do Jegue

Pousada das Marés- Mundaú- Fortaleza- Brasil
Pousada das Marés - Mundaú

http://invimob.blogspot.com/ - property agent jorge alves creci/ce 6446 f - GUAJIRU beach - west coast ceará-brasil
Guajiru - Impressionante!

A divisão territorial do município compreende 03 distritos: a Sede, o distrito de Mundaú e o distrito de Canaã. A sede municipal, pelo rio Trairi, situa-se a uma altitude media de 18m, localizando-se nas seguintes coordenadas geográficas: 3°16´40´´ de latitude sul e 39°16´08´´ de longitude a oeste de Greenwich


TRAIRI, CE
Dunas

Duna "dura"


O principal acesso ao município é feito através da rodovia estruturante Costa do Sol Poente de apoio ao turismo, CE085, que o interliga à capital aos municípios vizinhos de Itapipoca e Paraipaba.

Quiosques  a beira da lagoa
Quiosques a beira da lagoa

Situa-se na faixa litorânea do estado a oeste de Fortaleza, sendo formado por três, unidades géo-morfológicas: a planície litorânea, composta pela faixa de praia e um cordão de dunas em toda a extensão do litoral com uma largura média de 4 Km, os glacis pré-litorâneos que representam a área de maior extensão e que abriga a base da economia agropecuária municipal, e a depressão sertaneja ao sul, oeste e sudeste onde verifica-se a presença de inselbergs com altitudes inferiores a 120m.



x_3ba7ab9f



Fontes: http://www.trairi.ce.gov.br/, Livro História de Minha Terra – Como Nasceu Trairi
Autora Maria Pia de Sales – Gráfica e Editora LCR e Fotos do site http://www.mundi.com.br


6 comentários:

  1. Parabéns!!!!!! ótimo trabalho... vou indicar para pesquisas.. e adicionarei aos meus favoritos..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Fênix!

      Volte mais vezes!

      Abraços

      Excluir
  2. Um trabalho mt bom. belíssimas fotos... Obrigado por divulgar nossas belezas... entre elas a "Pedra da Índia" um Eoleonito (formação de areia petrificada pela ação do vento ao longo de milhares de anos)que no nosso litoral é comum, mas no mundo é raro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi um prazer! :)

      Agradeço o comentário e espero que visite mais vezes o blog!

      Forte abraço

      Excluir
  3. Amei o trabalho.. Parabéns minha vó, é filha de José granja ribeiro.. Ela conta varias histórias. Da morte do pai dela. Morreu do coração, pois os espanhóis queriam tomar a cidade.. Minha vó é ainda lembra de muita coisa, as chora de saudade da terra dela trairi' meu sonho é levar ela até o Ceará. Esse ano consigo.

    ResponderExcluir