Assim como no blog Fortaleza Nobre, vou focar no resgate do passado do nosso Ceará.
Agora, não será só Fortaleza, mas todas as cidades do nosso estado serão visitadas! Embarque você também, vamos viajar rumo ao passado!

O nome Ceará significa, literalmente, canto da Jandaia. Segundo o escritor José de Alencar, Ceará é nome composto de cemo - cantar forte, clamar, e ara - pequena arara ou periquito (em língua indígena). Há também teorias de que o nome do estado derivaria de Siriará, referência aos caranguejos do litoral.

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Lei de Chico de Brito por Geraldo Duarte


Jamais lhes garanto ser história, tampouco estória. Entretanto e certamente, mais que lenda rezada e praticada. Principiada em nosso Ceará, a Lei de Chico de Brito corre Nordeste e, vez ou outra, aventura-se por regiões afora. Coronel Francisco José de Brito, cratense e pai do conhecido apresentador da Rede Globo Francisco José, é o personagem-autor dessa curiosa e popular “legislação”. Homem de temperamento forte, determinado nas atitudes, fazia-se muito respeitado nas propriedades e demais áreas citadinas. Quando falava era ordem e ninguém ousava sequer comentar ou opinar em contrário. A autoridade se revelava tamanha que, se “alguém perseguido pela polícia segurasse em uma estaca da cerca de suas terras, estava salvo.”. Os relatos sobre a temática respaldam-se nos artigos de Raimundo B. de Lima, na revista A Província, e Ivens Roberto de Araújo Mourão, no e-book Só no Crato...


O coronel Marcos Franco Rabelo (1851 – 1940) é eleito presidente do Estado em 1912, designando Chico de Brito – como tratado no Cariri – para intendente do Crato. O deposto fechou o prédio da Intendência e negou-se a transmitir o cargo. Chico, acompanhado de personalidades municipais, encontrando a porta principal do paço trancada, arrombou-a, adentrou e sentou-se na cadeira do gestor municipal. Assim, o ato representou, formal e praticamente, a posse. Pouco tempo depois, chega ao recinto o doutor Irineu Pinheiro, historiador e sobrinho do demitido, inquirindo ao novo dirigente: “Mas que lei é essa, me diga?”. Daí, o respostar austero veio de pronto: “É a Lei de Chico de Brito! Esta Lei eu mesmo fiz!”.


Geraldo Duarte 
(advogado, administrador e dicionarista).


Nenhum comentário:

Postar um comentário