Assim como no blog Fortaleza Nobre, vou focar no resgate do passado do nosso Ceará.
Agora, não será só Fortaleza, mas todas as cidades do nosso estado serão visitadas! Embarque você também, vamos viajar rumo ao passado!

O nome Ceará significa, literalmente, canto da Jandaia. Segundo o escritor José de Alencar, Ceará é nome composto de cemo - cantar forte, clamar, e ara - pequena arara ou periquito (em língua indígena). Há também teorias de que o nome do estado derivaria de Siriará, referência aos caranguejos do litoral.

.

sábado, 16 de abril de 2011

Caio Prado e sua história



A Estação de Caio Prado em 2006 -  "Parece que a estação está fechada, sem uso nenhum, com as aberturas fechadas com alvenaria, apesar da foto ser de 2006" (Ricardo Lane, 01/2008). O prédio é o mesmo desde a inauguração em 1890, se acreditarmos na data da fotografia. 

O Presidente da Província do Ceará, Caio Prado (ao centro do grupo)


Pelo decreto estadual nº 37 de 02 de agosto de 1890, é criado o distrito de Caio Prado, ex-povoado de Cangaty e anexado ao município de Baturité.
O povoado Cangaty nome indígena que significa "Peixe da cabeça boa" (
Uma espécie de bagre de água doce)
 teve sua origem à partir de uma fazenda com o mesmo nome, que era de larga extensão, abrangendo uma área de doze quilômetros.
A mudança oficial do nome Cangaty para Caio Prado, foi em meados de 1940, ocasião da reforma Toponímica que atingiu centenas de localidades brasileiras inclusive Caio Prado.
Caio Prado é uma homenagem póstuma ao Dr. Antônio Caio da Silva Prado, falecido em 1889.
Dr. Antônio Caio da Silva Prado, nasceu em 13 de junho de 1853. Bacharel em Direito, foi nomeado Presidente da Província do Ceará, por Carta Imperial datada de 25 de março de 1888, tomando posse em 25 de abril de 1888, mas veio à falecer em 26 de maio de 1889, não concluíndo o seu mandato.

- Incorporação do distrito de Caio Prado ao município de Itapiúna.
A lei estadual nº 3599, de 20 de maio de 1957, desmembra o Distrito de Caio Prado do Município de Baturité e o incorpora ao Município de Itapiúna.

Emancipação de Caio Prado

Caio Prado, ex-Cangaty, ex-distrito de Baturité e, atualmente, distrito de Itapiúna, localizado às margens do rio Choró e da velha ferrovia, que liga Fortaleza ao Crato. Situa-se nos limites da Microrregião Baturiteense, visto confinar-se, em parte com o município de Quixadá. Já foi município, criado pela Lei N° 6.096, de 19/12/1963, e extinto pela Lei de N° 8.339, de 14/12/1965, antes de ser instalado. Suas origens remontam ao terceiro decênio do centenário trasado: a 1835, mais ou menos.
Caio Prado, ou melhor, Cangaty, nada mais foi, nos seus primórdios, que uma simples fazenda, de reduzida expressão agropecuária, mas de considerável extensão.

(Descrição extraída de passagens do livro Aquele Cangaty de Outras Eras..., de autoria de José Humberto Gomes de Oliveira.)

Primeiros Habitantes
Francisco Cosmo Bezerra, o construtor da Casa Grande foi um Português cujo nome é ignorado, a empleita com o citado mestre limitou-se ao serviço de alvenaria. O madeiramento foi a cargo de Luis Gonçalves, genro de Francisco Cosmo Bezerra, e pai adotivo de Joaquim Bezerra da Rocha, sogro de Luiz Gervásio Pereira Colares.

Primeiras Famílias


As Primeiras Famílias invernantes em Caio Prado foram:
  • Menescal
  • Vilar
  • Furtado
  • Família do Dr. Luís Gonzaga, pai do ex-governador Dr. Stênio Gomes.
Primeiras Professoras
  • Dona Cesarina Bastos
  • Dona Adelaide Maia
  • Dona Belarmina Campos
Igreja 
  • Igreja do Padroeiro São José
Primeiros Padres
  • Pe. Manoel Cândido dos Santos
  • Pe. José Coelho da Rocha
  • Pe. Rocha
  • Pe. José dos Reis
Padre Atual
  • Luciano Lima Verde
Histórico Político

Vereadores eleitos pelo distrito de Caio Prado.
  • Edmilson Silveira Viana
  • Manoel Francelino de Oliveira Filho
  • Luiz Lima Lopes
  • José Evanildo Cunha (Zé Cunha)
  • Carlos Alberto Bezerra (Carlos Candú)
  • Cosme Rodrigues Viana
  • Oscar Moreira Dantas
  • Francisco Sales Vidal
  • Francisco Moreira de Souza (Chico do Rubens)
  • Raimundo Lima Lopes
  • Raimundo Lopes Júnior
Veja algumas imagens históricas de Caio Prado e da antiga "Estrada de Ferro":

Locomotiva Ifocs de 1922, uma das máquinas mais possantes que rodavam nos trilhos cearenses.

Inauguração da Estação de Cangaty em 8 de dezembro de 1890 (atual Caio Prado)

Vista panorâmica da Estação e cidade de Baturité. Foram os atrativos do Maciço que motivaram a primeira Estrada de Ferro no Ceará.

Uma cena de 1888: Ernesto Lassanse, diretor da EFB, e Caio Prado, presidente do Ceará, ao lado de uma das locomotivas da EFB.



gif trem  gif trem  gif trem  gif trem  gif trem  gif trem








Nenhum comentário:

Postar um comentário