Assim como no blog Fortaleza Nobre, vou focar no resgate do passado do nosso Ceará.
Agora, não será só Fortaleza, mas todas as cidades do nosso estado serão visitadas! Embarque você também, vamos viajar rumo ao passado!

O nome Ceará significa, literalmente, canto da Jandaia. Segundo o escritor José de Alencar, Ceará é nome composto de cemo - cantar forte, clamar, e ara - pequena arara ou periquito (em língua indígena). Há também teorias de que o nome do estado derivaria de Siriará, referência aos caranguejos do litoral.

.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Pedra Branca



O município situa-se na microrregião do Sertão de Senador Pompeu. O município tem cerca de 40 mil habitantes e 1290 km². Foi criado em 09 de agosto de 1871 - Lei nº 1409.

No local conhecido por Tabuleiro da Peruca - havia uma pedra que chamava a atenção pela sua tonalidade clara, forma e dimensões peculiares. Na primeira metade do século XIX - vaqueiros e viajantes das redondezas - passaram a tomá-la como ponto de referência para seus encontros previamente combinados, ou não. Estes encontros em época remota, reunindo grupos relativamente pequenos, explicam a origem do nome do município de Pedra Branca.


Na região situada em torno do marco - representado pela pedra alva - foi fundado um povoado que rapidamente evoluiu em termos populacionais a partir da construção da capela de São Sebastião. No dia 20 de outubro de 1854 - como decorrência da Lei de Nº 883 - o povoado que já se mostrava devoto ao mesmo padroeiro do Rio de Janeiro, foi elevado à condição de distrito do município de Mombaça
No dia 9 de agosto de 1871 a Lei de Nº 1.407, define a criação de novo município com sede no território onde estava situado o povoado de Pedra Branca que a partir daquela data passa a ser qualificado como vila.

Antiga P. Leonardo Mota
Antiga Praça Leonardo Mota - Foto de  Joelson Campêlo

Em 1931, entretanto, o Decreto Nº 193, de 20 de maio, declara extinto o município de Pedra Branca que por meio de um segundo decreto passa a figurar como distrito de Senador Pompeu.
A divergência envolvendo o território pedrabranquense é finalmente dirimida no dia 3 de maio de 1935 (por meio do Decreto de Nº 1540) que restaura, em definitivo, a autonomia política-administrativa de Pedra Branca. A emancipação municipal pedrabranquense é celebrada com base em 9 de agosto de 1871. Portanto, Pedra Branca este ano, completará 140 anos de emancipada. A paróquia local, cujo padroeiro é São Sebastião, foi criada no dia 23 de agosto de 1873, sendo nomeado seu primeiro vigário o Padre João do Nascimento e Sá.

Antiga Praça (decada 90)
Foto da década de 90 -  Joelson Campêlo


Pedra Branca possui uma área territorial de 1.290 KM². Congrega três distritos em seu território: Mineirolândia, Santa Cruz do Banabuiú (Cruzeta) e Tróia. Sua sede está localizada na Serra de Santa Rita, a 500,69 metros de altitude em relação ao nível do mar. Pedra Branca está situada a 261,6 km de Fortaleza.

Vista panorâmica da cidade de Pedra Branca - CE
Foto de  Macílio Gomes

Sua população é superior a 42 mil habitantes. Os dados do Censo do IBGE de 2000 já indicavam, no início do milênio, um contingente populacional de 40.742 habitantes. Agricultura de subsistência – com ênfase para o plantio das diversas espécies de milho e feijão - e a pecuária, constituem as principais atividades econômicas municipais.

Ficheiro:Fortaleza2008- 200.jpg
Cachoeira do Inferno  Única cascata natural do Ceará, perene o ano inteiro, encanta visitantes. 

Banho em recanto paradisíaco do Sertão Central é o único do Ceará com queda d´água de janeiro a dezembro

Pedra Branca. Encravada no cume da Serra de Santa Rita, a 587 metros acima do nível do mar, no Sertão Central do Ceará, cercada de mata nativa, a Cachoeira do Inferno é uma das principais atrações turísticas de Pedra Branca, município serrano sitiado a 262 quilômetros de Fortaleza, totalmente inserido na sub-bacia hidrográfica do Rio Banabuiú. Além da beleza geográfica, muito acidentada, o banho de cascata é o único do Estado perene durante todo o ano, garantem os moradores do lugar.


Embora o título do atrativo natural denote algo assustador, basta apreciar a paisagem para perceber a antagônica classificação cuja origem vem da boca das lavadeiras. Outrora caminhavam mais de duas léguas com trouxas na cabeça para enxaguar a roupa dos patrões. O sol escaldante e a longa distância, a passos castigados entre a mata fechada por mais de uma hora, causavam lamentações. Na pressa da tarefa não tinham tempo para desfrutar do banho, do prazeroso lazer.



Hoje, para chegar a esse paraíso, caprichosamente criado pela natureza, são necessários pouco mais de 20 minutos de caminhada. É preciso, porém, um pouco de disposição e do acompanhamento de guias ou de nativos. Parte da trilha é recheada de lajedos.

cidade de Pedra Branca

Poço da Onça — outra atração turística do local — até lá, são aproximadamente mil metros de caminhada. A água do Banabuiú despenca ininterruptamente do paredão natural graças à represa do Açude Trapiá II, situado um pouco mais acima. Desde a construção da barragem, faz quase duas décadas, as águas não param de rolar rio abaixo.

Ainda na área da Cachoeira do Inferno, as quedas d’água do Inferninho, da Maria Pão, das Tábuas e do Cumbo podem ser apreciadas de janeiro a dezembro. Juntas, integram uma área de 90 hectares no curso do rio que nasce a 42km dali, na localidade de Santa Cruz do Banabuiú, no distrito de Cruzeta, divisa com o município de Boa Viagem. Além desses atrativos, a Cachoeira do Urubu e o Buraco do Amor são outras atrações. Mas as águas só rolam por ali no inverno.





9 comentários:

  1. Algumas fotos não correspondem à realidade de Pedra Branca. Atualizem quem as postou!

    ResponderExcluir
  2. a cidade bela e atraente,se fosse administrada por pessoas civiladas,seria um povo feliz e contente

    ResponderExcluir
  3. Algúem saberia me dizer se lá é frio mesmo? Já ouví dizer que lá ainda faz mais frio do que Guaramiranga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Oannes, boa tarde!

      Eu não conheço Pedra Branca pessoalmente, mas sei que a temperatura mínima, pode chegar a 19°, enquanto que em Guaramiranga, chega a 12°. :) rsrsrs

      Forte abraço

      Excluir
  4. Eu Sou Pedrabranquensse e afirmo que lá é quente mas é uma beleza!

    ResponderExcluir
  5. meus parentes foram embora dessa cidade aproximadamente entre 80 a110 anos atrais. venderam terras gado animais. hoje vivemos em caxias .maranhao temos por sobre nome ferreira .me chamo francisco . os meus bisavos sairam da ai o nome da minha avo




















    ResponderExcluir
  6. Oi Leila Nobre moro em Brasília DF, mas meu pai conhecia Pedra Branca e falava bastante dessa cidade. Obrigado pellas fotografias.

    ResponderExcluir